quarta-feira, 12 de maio de 2010

No breu...


... ela espera!


Observa ao longe, seus olhos se perdem no horizonte. O mundo continua a girar, o vento a soprar, a fome a bater, as contas a vencer. Por fora tudo é aparência, por dentro uma luta, a grande batalha. Tempo passa, tempo vem, tempo sai, tempo foge. Em uma angústia ploriferal seus sentidos são tomados. Esbarra no acaso, nas milhas, nas fronteiras. Tem a força imensa, conseguiria transpor todas as barreiras que estão lhe sendo impostas, só não consegue uma: a razão de outrem.





Trilha sonora: Vander Lee - Breu

2 comentários:

Ana Paula disse...

Quantas de nós não esperam quase sempre dessa maneira né?

Ruiva disse...

Me pego pensando pq tem q ser assim??
Me pego duvidando da chagada da felicidade q um dia, enfim, termine com essa enorme espera...