quinta-feira, 23 de julho de 2009

De tudo...

...tem restado o silêncio.
.
Foi, de tudo o que deveria ser, foi e ainda é, de outra forma, mas é. Da tenra intesidade, a anulidade. Do que era voz, hoje silêncio, vazio. Ela não o vê, não o sente, ali está, por mais que estique suas mãos, não o toca. Tenta entender, tenta saber, tenta dizer, mas não se faz ouvir.
Será o barulho involto que fez silênciar e calar? Seriam os outros? Seriam os defeitos, ou os temores? Do brilho à opacidão. Misturam-se em silêncio, a ponto de um não saber o término do outro, não compreendem a grandeza? Pelas irrespostas, não. Mas não é chegado o fim, hão de compreender, e do silêncio desencantar.
.
"...I can't keep up and I can't back down
I've been losing so much time....
....All of the things that I want to say
Just aren't coming out right....
....Something about you now
I can't quite figure out...."

"...Já não sei mais a diferença de ti,
de mim, da coisa perguntada,
do silêncio da coisa irrespondida."
Cecília Meireles
Trilha Sonora: You and me - Lifehouse

5 comentários:

Davi Machado disse...

O silêncio, amo-o!
acho que falas de uma coisa que fica, que não vai embora por mais que tentemos esquecer, ou entender o porque.
os sons que ouço aqui são dos maus puros, muito talento e sensibilidade!

eu tenho um poema que se chama: 'silenciosamente diferente' tá no meu blog, mas é pequeno:

No silêncio há a resposta,
Espero encontrá-la em breve,
Mas no âmbito de permanecer vivo
Esqueço que o tempo é breve
E o acaso é um vento muito forte...

Me beije que estarei seguro,
Você não precisa entender,
Só viva! viva este amor comigo!
Entregue-se ao sábio silêncio
E de tudo nós iremos saber!...

acho que este é um tema muito interessante!

beijos

Daniela Filipini disse...

Post lindo, adoro a musica da Trilha Sonora :) é realmente linda!

Triste Flor disse...

De tudo tem restado o silêncio... e como ele nos diz tanto... um silêncio que grita a alma,que cala o choro, que se tranforma em pranto ou em consolo... estive ausente, mas venho agradecer o carinho comigo, obrigada tá pelo conforto das palavras qndo precisei, vc é especial menina rs escreve lindoooo e sempre que precisar tbm estarei aki... beijãooooo

Dani Santos disse...

Gosto. das coisas que ficam entre um silêncio e outro. dessas margens que restam quando as palavras deixam de ser ditas e tornam-se não-palavras. como o mistério da flor pode ser.

Ana Paula disse...

Oh moça...Lindo...^^
O silêncio entre duas pessoasás vezes é bom, ás vezes não.
Mas um dia as vozes voltam a tomar tudo de novo.